Quero meus 45 minutos perdidos…

Como eu vou explicar para minha mãe agora que o google não é software livre e nem software livre eh o google e a wikipedia? E ainda, como direi que não podemos modificar o google e redistribui-lo?
Como eu vou dizer para ela que software livre não é software grátis?

Agora ficou dificil de dizer para ela, que ela pode abrir os documentos feitos e formatados por mim em openoffice no office da microsoft, afinal, ela já sabia que o pdf não era editavel e que o txt não tem formatação.
Espero pelo menos que ela tenha curtido o som do pm punk muito louco.

O pior agora, é que ela acha que não sou um gênio do software livre porque não fiz matemática.

5 respostas para “Quero meus 45 minutos perdidos…”

  1. Cara vc tem razão nunca ouvi tanta besteira sobre Linux

    eu uso desde 1997 no tempo que tudo era na mão,não tinha ajuda
    to muito chateado com isso

    acho melhor sair do grupo poi agora vejo que não a futuro

    não fiz faculdade aprendi info p/necessidade ajudei muita gente a começar

    mais depois dessa melhor voltar p/ Windows

  2. Pessoal fiquei puto da vida com aquela entrevista do JÔ acho que a Micro$oft comprou, como vc diz no texto agora vai ficar mais dificil as pessoas saberem realmente o que é software livre!! graças o gênio super inteligênte do Jô 😀

  3. Putz! Foi quase 1 tiro no pé!

    Mas sem problemas, brasileiro esquece até quem mete a mão no nosso bolso (políticos), uma entrevista dessas, certamente tbm esquecerão.

    Mas com certeza, ponto a menos pro software livre.

    A revolução não tão silenciosa perdeu 1 boa oportunidade gritar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *